A mulher palpita

Abraçada ao passatempo

Ao vento

À verdade perecedoura 

 

Palpitação

Marca da vida

Do astro

Da presente visão

 

Palpita a mulher

a mulher palpita

No tumulto

Esquiva-o

 

Pousa a sua mão

na rugosidade duma parede

e segue

 

Agora é cega e calma

  Só quando deixar sua mão cair no ar

 

Voltará a ver

acima dos seus pés

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now